Início     Sobre     Blog     Projetos     Contato    

Eliane Davila - Conteúdo | Inovação | Empreendedorismo

A arte de mudar

Hoje eu acordei com vontade de mudar. Vontade que tenho, todos os dias, quando percebo que nosso propósito, na vida, é evoluir como ser humano.

Procurei sinônimos para a palavra mudança e encontrei na minha pesquisa: modificação, alteração, transformação, transmutação, transfiguração, metamorfose, mutação, transição, variação, conversão, oscilação, alternativa, alternância, alternação entre outros.

Os significados encontrados pareciam tão vazios, tão sem cor, como vejo tantas pessoas tão cinzas em espaços tão coloridos no mundo.

A mudança fez parte da minha vida, muitas vezes, pelo destino, mas na maioria das vezes, porque eu mesma me lancei à mudança. Mudar sempre me deu força e oxigenação. Enquanto via o dia começar e terminar, via o meu aflorar, o meu recolher.  Um dia acertando, outros dando um passo a trás para retomar o rumo.  Isso me mostrou o quanto somos frágeis e não temos controle sobre nossas vidas. A falsa crença de que temos o controle de nossas vidas nos impede de viver a mudança.

Mudar é ficar em situação de vulnerabilidade. É saber que muitos estão a nos julgar. É não ter certeza de nada, mas acreditar que é possível. A cada passo, uma nova descoberta, um novo começo. É interagir com o mundo, como uma dança. Assim, creio que a palavra mudança deveria ser ressignificada no dicionário. Sim!!!

A palavra mudança tem mais sentido quando percebo a magia que ela nos revela  com a dança. A arte de mudar, representa, como na dança, nossa capacidade de realizar nossos movimentos singulares, de deixar nossa alma encontrar o ritmo da vida e encontrar a si própria.

Todo passo de dança é uma poesia, é arte, é inspiração.

E você, qual passo de dança você está vivendo em sua vida? Seja gentil consigo e lance-se às experiências poéticas das Mu-danças.

Contato


Capitalismo Consciente - Eliane Davila