Início     Sobre     Blog     Projetos     Contato    

Eliane Davila - Conteúdo | Inovação | Empreendedorismo

A melodia da nossa Alma

Um excesso de urgência assolava nossas mentes até poucos dias. Depois um excesso de calmaria nos pegou de surpresa como se já não estivéssemos mais produtivos.

Mais adiante, vieram semanas de reflexão. Vieram momentos de pensar profundo, de recolhimento e de redefinições de rumos.

Em tempos incertos, a nossa alma pede para que semeamos nosso agir no mundo. O mundo pede para semear, mas não precisamos ter urgência.  A calma nos trará primaveras floridas.

Como em um instrumento de cordas, como um violão, nossa alma vai encontrando o equilíbrio para construir a música da nossa vida.  O excesso de aceleração nos deixa enérgicos, mas nem por isso produtivos em nossa jornada. Por outro lado, o excesso de calmaria  nos deixa apáticos em nosso caminhar.

A alma pede equilíbrio e nesse afinar de cordas musicais, vamos sintonizando nossos acordes musicais para a vida e para novas formas de nos expressar no mundo.

Que possamos começar a semana com o sentimento que devemos lançar nossas sementes enquanto nossa música vai encontrando a forma, criando as notas musicais e experimentando as diversas as afinações de rumos que a vida vai nos oferecendo.

Sigamos realizando o que precisa ser feito, mas aproveitando a jornada. Assim, vamos nos permitindo reconhecer as maravilhas que estão no nosso entorno. Deste modo, nossa alma vai se revelando, vai se despertando e conectando-nos ao nosso propósito de vida.  

Que a nossa música possa tocar os corações de muitas pessoas, assim como, por meio desse texto, tentei traduzir a voz do meu coração para tocar a alma vocês.

Contato


Capitalismo Consciente - Eliane Davila