A Mentoria para a Geração de Negócios Conscientes

Quer entender mais sobre como criar negócios mais conscientes, pautadas nas boas práticas do mercado e em uma boa mentoria? Junto a isso, a Mentoria é hoje uma das técnicas mais utilizadas por grandes empresários, stakeholders e demais profissionais que buscam uma orientação mais completa e efetiva nos negócios. O processo de mudança para uma empresa consciente demanda tempo e persistência, pois além de uma boa Mentoria é necessário que a equipe e os líderes estejam em sinergia com os propósitos conscientes.

A Mentoria para a Geração de Negócios Conscientes
A Mentoria para a Geração de Negócios Conscientes

O mundo corporativo e dos negócios passam por uma transformação cada vez mais evidente, rumo a negócios mais conscientes, ligados à sustentabilidade, inclusão social e governança.

A nova geração de empreendedores e consumidores traz uma perspectiva desafiadora para os velhos negócios, os quais devem se adaptar o quanto antes às práticas que envolvem o capitalismo consciente para se manter no mercado.

A Mentoria, no entanto, não se trata apenas de aplicação de técnicas e conhecimento teórico, pois é um processo onde o âmbito pessoal do mentor, que envolve as suas experiências e a prática desenvolvida ao decorrer de sua vida, são ferramentas ainda mais profundas de aprendizagem pois envolve uma identificação entre o mentor e o mentorado.

Achou interessante o assunto? Neste post você irá conhecer quais são as vantagens deste novo modelo de negócios, aprofundar-se no capitalismo consciente e entender como a mentoria pode ser uma importante facilitadora desse processo.

O que é Mentoria?

Você já se perguntou como colocar toda a teoria e o conhecimento adquirido em prática? Ou já imaginou qual caminho determinado indivíduo percorreu para alcançar os seus resultados?

Saiba que para a maioria dos empreendedores, essas questões são habituais e até mesmo fundamentais durante o processo. A Mentoria é um recurso de aprendizado onde há uma troca de experiências e uma orientação com objetivo de desenvolvimento profissional.

Quando há uma troca de experiências e de informações reais, pautadas na prática, há uma identificação entre as pessoas que permite com que o mentorado visualize maiores possibilidades, novas ideias e alternativas.

Desde a infância, estamos acostumados a buscar conhecimento com pessoas mais experientes, aprender com quem já percorreu o mesmo caminho que nós percorremos e aprendemos a valorizar esse aprendizado.

Com isso, podemos ver que a mentoria está presente hoje dentro das grandes e pequenas empresas, nos espaços corporativos e não corporativos, auxiliando não só empreendedores como também pessoas que buscam um plano de carreira para seu aprimoramento no trabalho ou para traçar novos caminhos.

Capitalismo consciente e uma nova perspectiva de negócios

O modelo  capitalista  tradicional, hierárquico, desigual e guerrilheiro, não faz mais parte dos planos futuros e das tendências de mercado do mundo de hoje. 

Valorizar o capital humano, dialogar com as questões socioambientais e investir em gestões que vão de encontro ao bem estar social e as demandas da atualidade é quase um pré-requisito para negócios atuais.

Ou seja, questões como a qualidade de vida dos colaboradores, impactos ambientais e pautas sociais passam a fazer parte do novo modelo de negócios ligado ao capitalismo consciente.

Para compreender de que forma tudo isso funciona e como acontece na prática, é preciso entender quais são os quatro pilares do capitalismo consciente. Vamos conferir então?

Propósito maior

Enxergar para além do lucronas empresas é o primeiro passo para um propósito maior.

No primeiro pilar do capitalismo consciente, o propósito maior busca elaborar e entender de que forma a empresa poderá somar para a sociedade, por meio de ações que impactam de forma positiva o contexto social.

Esse tópico irá nortear a empresa em sua totalidade e será a engrenagem principal para que o capitalismo consciente aconteça e esteja integrado entre a equipe.

Orientação para stakeholder

Os stakeholders são basicamente a parte interessada na empresa, pessoas que, de forma direta ou indireta, são impactadas pelas ações da empresa.

Neste pilar do capitalismo consciente, é importante pensar na parte interessada da empresa como um todo, desde os acionistas até os colaboradores e desenvolver valores e benefícios para cada parte relacionada à empresa.

Ou seja, é importante desenvolver práticas de ESG e buscar difundir essas ideias na empresa, a fim de alinhar os propósitos dos stakeholders com o propósito maior da organização.

Liderança consciente

A liderança da empresa deve refletir o propósito maior da empresa, propagando a cultura organizacional e vivenciando de fato os valores propostos.

Muito além da teoria do capitalismo consciente, é necessário que os líderes e gestores atuem em sintonia com esses valores no dia a dia.

Cultura e gestão consciente

Por fim, é muito importante que tudo isso esteja inserido na realidade interna da organização e faça parte da realidade da empresa.

Todas as práticas, ações e atitudes habituais da organização serão os agentes principais de mudança e o que irá determinar a credibilidade da empresa com os stakeholders e demais públicos.

Afinal, a relação de confiança e o engajamento das empresas são elaboradas em situações reais e autênticas.

Embora tudo isso pareça um grande desafio, o processo de mudança para negócios mais conscientes é completamente possível e acessível por meio de uma boa mentoria, que aborda temas ligados ao ESG e todos os pilares do capitalismo consciente.

Quais são as vantagens dos negócios conscientes?

Além de estar em sintonia com o mercado do futuro e um passo à frente em relação às demais empresas, os negócios conscientes trazem benefícios para a equipe colaborativa e também na relação com o ecossistema que faz parte.

Maior alcance de consumidores

Os consumidores atuais não buscam somente adquirir um produto ou um serviço específico, e sim fazer parte de um propósito maior, vinculado a mensagens que vão de encontro às demandas sociais e sustentáveis.

Ou seja, o conceito da marca e o seu impacto na sociedade refletem diretamente no engajamento e alcance com o público.

Funcionários mais satisfeitos e produtivos

Estudos já comprovam a relação entre a satisfação e a produtividade dos colaboradores.

De acordo com pesquisa realizada na Universidade da Califórnia (EUA) e publicada no portal Estadão, os colaboradores felizes são 12% mais produtivos, enquanto a insatisfação por parte dos empregados pode prejudicar diretamente a produtividade e até mesmo a criatividade.

Negócios mais conscientes possuem um propósito maior dentro da empresa, ligados a práticas sustentáveis e que valorizam a qualidade de vida dos funcionários.

Invista na Mentoria para negócios mais conscientes

A Mentoria pode ser uma ferramenta muito importante na geração de negócios conscientes, pois irá auxiliar o indivíduo e a empresa nas dificuldades e desafios durante esse processo.

Transformar modelos tradicionais de negócios e conseguir trazer novas perspectivas de gestão envolve muitas tomadas de decisões e requer um suporte sólido, pautado em conhecimento e experiência.

Dessa forma, a Mentoria serve como uma aliada na elaboração de novas ideias para a empresa, criação de soluções e principalmente para agregar com uma nova visão do mercado, ligada à temática do consumo consciente, humanização e saudáveis com todos os stakeholders.

Caso queira se candidatar a uma mentoria comigo, acesse seu contato aqui.

5 benefícios da Mentoria para Artistas

Muito se fala em Mentoria para o mundo dos negócios ou para quem deseja administrar melhor uma empresa. Mas e os artistas? Como ficam nessa história toda? A boa notícia é que artistas também precisam de mentoria, pois é preciso enxergar a carreira como uma profissão e um negócio. Por conta disso, eu trouxe 5 benefícios da mentoria para artistas que você deve saber hoje mesmo.

5 benefícios da Mentoria para artistas
5 benefícios da Mentoria para artistas

A Mentoria é um processo de ensino e aprendizado entre um mentor com experiência na área e um mentorado que procura refletir sobre sua carreira, iniciar um negócio novo ou buscar informações mais assertivas para a condução de sua vida ou seu empreendimento.

Esse processo traz incontáveis benefícios, tanto para quem compartilha o conteúdo quanto para quem aprende. Atualmente, o aprendizado por mentoria tem sido cada vez mais valorizado e os profissionais estão muito interessados em aprender com quem já trilhou um caminho muito parecido com o que eles desejam.

No meio corporativo e de negócios, muito se fala sobre mentoria e, cada vez mais, as pessoas estão interessadas em oferecer esse serviço ou pagar por ele.

Mas e no meio artístico? Será que a mentoria para artistas tem o mesmo impacto em suas carreiras? Quais são os benefícios desse aprendizado? Artista precisa de mentoria? Nós vamos descobrir tudo isso logo em seguida.

Artista precisa de mentoria?

Primeiramente, é necessário lembrar que qualquer pessoa interessada em crescer em sua atividade profissional deve pensar em realizar uma mentoria.

Quem leva a arte somente como um hobby também se beneficia da mentoria para poder aprimorar suas técnicas, mas quem vai ganhar muito com esse tipo de conhecimento são aqueles profissionais que desejam refletir sobre suas carreiras e negócios.

Foi pensando nisso que resolvemos discutir um pouco sobre o quanto a mentoria para artistas é importante e pode fazer toda a diferença para quem deseja ser reconhecido pelo seu trabalho com a arte. Veja abaixo quais são os benefícios da mentoria para artistas para quem deseja considerar buscar esse meio de aprendizado.

1 – Ampliação do conhecimento sobre a sua área

O artista também precisa estudar. E o estudo é o que vai permitir que ele aprimore suas técnicas e comece a produzir sua arte com maior qualidade, baseado em abordagens já desenvolvidas pelos que vieram antes dele.

Quem trabalha com arte sabe da importância de se atualizar o tempo todo e a mentoria para artistas pode ajudar.

Quando um artista escolhe um mentor ele tem o privilégio de desenvolver o seu dom com quem já trilhou um caminho que passou por esse obstáculo. 

O dom em si não é muita coisa se não for desenvolvido e a melhor maneira de fazer isso é aprendendo com quem pode te ensinar técnicas mais avançadas e te colocar em um lugar melhor para que você alcance outras fontes de conhecimento. A ideia é trazer autonomia para artista poder fazer escolhas mais conscientes em sua vida.

2 – Conexão com outros artistas

Quando um artista busca por uma mentoria ele tem o privilégio de entrar para um grupo com outros artistas que podem ajudar muito na evolução da sua carreira. Esse compartilhamento de ideias, experiências e perspectivas não vem somente do mentor, mas de todo o grupo de pessoas que ele pode te apresentar.

Portanto, fazer uma mentoria para artistas também é uma forma de entrar para o meio, ser reconhecido como um artista profissional e abrir as portas para que novas oportunidades possam aparecer e mudar a vida do mentorado.

3 – Amplia as perspectivas e melhora as referências 

O artista vive da criatividade alinhada a outros recursos. Essa criatividade nada mais é do que a combinação de suas referências, como bem diz o professor de criatividade Murilo Gun “nada se cria, tudo se combina”. Murilo frequentemente também costuma trocar o termo criatividade por “combinatividade”.

Portanto, é importante que o artista esteja sempre em busca de alimentar o seu repertório com inputs externos e isso também deve ser feito por meio da junção de novas perspectivas, como a de seu mentor ou de seus colegas de mentoria.

A função dessa alimentação de repertório é fazer com que o artista saia da sua bolha e experimente novas ideias além das que ele consegue imaginar.

4 – Aprende a lidar com o mercado 

Esse benefício é provavelmente um dos mais importantes no meio artístico. Muitos artistas desejam ser profissionais, aprimoram bastante sua técnica e produzem coisas excelentes, mas podem não ter tantas oportunidades do que aquele que soube lidar com o mercado em que atua.

Aprender sobre o mercado é saber fazer a gestão da sua carreira, conseguir criar e executar projetos de grande impacto, aprender sobre precificação, divulgação, criação de portfólio e até mesmo empreendedorismo, pois a sua arte é o seu negócio. Tudo isso pode ser pauta para uma mentoria.

O mentor também pode te indicar profissionais que vão facilitar o desenvolvimento da sua profissão, como um gestor de carreiras. Esse profissional está apto a te apresentar as tendências do mercado, como os NFTs que estão fazendo uma revolução no mundo artístico.

Não sabe o que é NFT? Nós te explicamos!

Os NFT (Non fungible token) são tokens não fungíveis que funcionam como um token digital especial criptográfico que representa algo único, como uma obra de arte pintada ou uma música. Um token criptográfico pode ser uma criptomoeda, como o famoso Bitcoin, mas um não fungível é aquele que não dá para ser trocado por algo igual porque não existe.

Os artistas estão cada vez mais interessados nesse tipo de arte, pois é uma forma de armazenar sua arte na blockchain, proteger-se contra pirataria e ao mesmo tempo comercializar o seu trabalho. Atualmente esse tipo de arte está fazendo muito sucesso e oferecendo a oportunidade de artistas divulgarem seu trabalho no mundo todo.

Se você quiser vender a sua arte dessa forma, por exemplo, vai precisar procurar profissionais especializados em arte digital que são capazes de mostrar casos práticos para transformar a sua obra em um NFT e comercializá-lo na internet.

5 – Acelera o desenvolvimento do artista

Por fim, devemos reconhecer que a mentoria para artistas é uma ótima forma do mentorado acelerar o seu desenvolvimento.

Portanto, fazer uma mentoria para artistas é cortar um pedaço do caminho, desviando-se de obstáculos que não precisam ser vencidos por não trazer benefício algum.
Gostou de saber sobre a importância da mentoria para artistas? Você como artista que quer se profissionalizar e viver da sua arte deve lembrar sempre de tratar sua carreira como um negócio e aprender a tomar boas decisões, a começar pelo aprendizado com quem tem experiência.

O que é mentoria? Por que ela pode ajudar minha carreira e meu negócio?

A mentoria tem um valor inestimável no mundo dos negócios, você sabe por quê? Eu te conto! Saiba mais sobre o que é mentoria, suas vantagens, e como escolher seu mentor de carreiras ou mentor para sua empresa.

O que é mentoria? Por que ela pode ajudar minha carreira e meu negócio?
MeO que é mentoria? Por que ela pode ajudar minha carreira e meu negócio?ntoring Coaching Tutor Guiding Helping Concept

Uma das lições mais importantes que todo profissional deve aprender é que o melhor jeito de buscar conhecimento para chegar mais longe é por meio das experiências de quem já chegou lá.

A experiência é um dos melhores conteúdos de aprendizado, feitos por quem viveu na pele as consequências e benefícios de trilhar um certo caminho.

Tudo isso pode ser feito por processos de mentoria, que além de benefícios para uma carreira profissional, ainda pode trazer muitas vantagens para as empresas e negócios. Se você ainda não conhece o que é mentoria e qual o seu poder, vai gostar muito de aprender o que ensinaremos agora.

O que é Mentoria?

A mentoria é um encontro que tem o objetivo de compartilhar experiências e conhecimento prático de mentores para mentorados.

Ela também serve como reforço para que o mentorado reforce os conhecimentos utilizados no dia a dia, aprendendo de uma nova perspectiva, que é a visão de quem já vivenciou aquilo que ensina.

No campo das carreiras, a mentoria tem o objetivo de trazer aos mentorados uma visão mais clara sobre o seu caminho e proporcionar  uma visão mais prática e real do que lhe espera.

Já para empresas, o objetivo pode ser repassar ao mentorado aquilo que o mentor vivenciou com êxito na sua experiência profissional, para que haja, além de tudo, um alinhamento de ideias, valores e objetivos em busca de bons resultados.

Em síntese, por meio dos diversos tipos de mentoria, a ideia é sempre elevar o nível de conhecimento do mentorado para que ele possa buscar mais autonomia e protagonismo em sua vida em todas as dimensões do ser humano.

As vantagens da Mentoria

É importante que você entenda o que uma mentoria pode fazer tanto para uma empresa quanto para a carreira de um profissional. Abaixo fizemos duas listas para que você conheça as vantagens em cada caso.

Para carreiras

  • Diminui a curva de aprendizagem
  • Esclarece as dúvidas sobre o caminho a seguir
  • Permite aprender com erros dos mentores
  • Reforça o desenvolvimento pessoal
  • Aumenta o conhecimento prático
  • Aprendizagem adaptativa, respeitando os limites do mentorado
  • Ajuda o profissional a alcançar objetivos mais claros

Para empresas

  • Acelera os resultados da empresa
  • Capacita e alinha colaboradores
  • Descobre e desenvolve talentos
  • Gera oferta de bons profissionais
  • Diminui custos por erro

No geral, a mentoria pode trazer muitos benefícios de curto a longo prazo. Para isso, é preciso escolher bons mentores que sejam capazes de passar adiante seus conhecimentos que fizeram a diferença em sua carreira. Sugiro também a leitura do meu texto sobre porque os empreendedores buscam a mentoria de negócios.

Como procurar mentores no mercado

Para os profissionais que estão de olho nos benefícios da mentoria, pode ser interessante procurar por programas disponíveis no mercado ou até mesmo sugerir a criação de um programa na empresa que trabalha.

O colaborador pode buscar ajuda de seus gestores e conversar sobre a importância e benefícios da mentoria dentro das empresas. Já para outros profissionais e futuros empreendedores, pode ser interessante procurar por mentores que estão produzindo conteúdos na web.

A partir daí, é necessário selecionar os mentores e descobrir quais serão interessantes para essa jornada. Portanto:

  • Verifique a reputação dos mentores
  • Procure mentores certificados
  • Veja sobre seus resultados e sua carreira
  • Confirme se há possibilidade de mentoria

Muitos mentores costumam divulgar suas mentorias em suas páginas nas redes sociais ou em seus sites. Na maioria dos casos, as seções podem ser apenas em um encontro ou em várias seções para solucionar a demanda do mentorado ou de sua empresa. Cada caso, é um caso!

Como construir uma mentoria na empresa

Uma empresa que se preocupa com o seu crescimento e formação de seus profissionais, também busca descobrir e qualificar novos talentos pode criar um programa de mentoria que vai ajudar muito no processo. Criar uma mentoria não é muito difícil, mas é necessário fazer algumas definições para o programa. Veja mais abaixo.

Definir quem será o responsável pelo programa

O responsável pelo programa é o líder que vai estruturar as seções, supervisionar as mentorias e analisar as métricas dos resultados e planos de curso.

Sua função é ser o facilitador principal que vai auxiliar os mentorados a terem autonomia para resolverem os problemas e dar sugestões para os demais. Este profissional pode ser um gestor da empresa ou algum profissional qualificado do RH.

Definir os mentores de cada área

Os mentores são como os professores ou facilitadores da aprendizagem. Para defini-los é preciso que o gestor tenha consciência de quais são os profissionais que podem auxiliar os outros colaboradores na empresa, se eles possuem realmente possam ter disponibilidade para exercer este papel.

Neste caso, é preciso analisar com cuidado cada área, além de escutar também os superiores desses candidatos para conhecê-los melhor.

Definir os mentorados

Os mentorados serão aqueles que precisam de um guia dentro da empresa. Dentre eles, podemos destacar os novos colaboradores que precisam de uma estrutura de onboarding, profissionais que estão mudando de cargo e até mesmo aqueles que apresentam potencial, mas não estão oferecendo bons resultados.

Definir como será feito todo o processo

O processo deve ser bem claro para que os mentorados tenham um programa que realmente seja produtivo.

Por isso, é importante definir um número de horas da mentoria quando isso poderá ser feito e quais os formatos utilizados, como por exemplo, reunião via vídeo conferência, palestras, materiais didáticos, reuniões presenciais ou até mesmo acompanhamento do trabalho.

Conclusão

A mentoria é um processo de compartilhamento de conhecimento que diminui muito o tempo de aprendizado e auxilia os profissionais a serem mais autônomos, inspirados por bons exemplos. Esse processo também é bom para o mentor que está sempre reforçando aquilo que o faz chegar mais longe. Além disso, é um momento de exercício de escuta ativa do mentor para com o mentorado. A partir dessa escuta mais plena, o mentor poderá proporcionar reflexões importantes para o mentorado pensar sobre sua carreira e ou seu negócio. Sugiro também acessar meu texto sobre o processo de escuta

Portanto, se você é um profissional, é importante procurar formas de ser mentorado, sugerindo um programa para sua empresa ou procurando por profissionais certificados no mercado. Para os donos de negócio, é importante abraçar os benefícios que essa qualificação de colaboradores trará do curto ao longo prazo.

Gostou de saber um pouco mais sobre o que é mentoria e qual sua importância? Compartilhe este post com mais profissionais para que vocês possam discutir sobre o assunto e não deixe de acompanhar mais aprendizados por aqui. Caso você tenha se conectado com a minha filosofia de mentoria, podem fazer contato comigo .

Por que empreendedores procuram mentoria de negócios?

O que é mentoria de negócios? Como eu posso me desenvolver na jornada empreendedora por meio da mentoria? Saiba tudo sobre esta atividade que valoriza a aprendizagem e a autonomia do(a) empreendeor(a). Saiba mais o porque os empreendedores deveriam procurar a mentoria de negócios.

Mentoria de Negócios - Eliane Davila
Mentoria de Negócios – Eliane Davila

A reflexão do primeiro texto de 2021 não poderia ser mais importante para quem empreende. Laçar-se ao mundo do empreendedorismo é sempre uma aventura maravilhosa, mas é um mundo de incertezas e de desafios.

Não é glamuroso, requer muito trabalho e tomada de decisões. Essa é a vida de quem empreende com negócio próprio ou quem atua no intraempreendedorismo!

No entanto, eu penso que a vida do ser humano pode ficar mais leve se tomamos decisões mais assertivas em nossa vida pessoal e empreendedora.

Por mais de 20 anos trabalhei como intraempreendedora em grandes instituições financeiras. Aprendi muito com essa área no que tange a criar bons relacionamentos com o cliente e auxiliá-los na missão de oferecer um produto financeiro mais adequado ao crescimento das suas empresas ou em projetos individuais.

No início de minha carreira, eu nem sabia exatamente que meu trabalho com meus clientes tinha muito do que hoje chamamos de Mentoria. Mas afinal, o que é mentoria?

1. O que é Mentoria de Negócios?

Os mentores, na realidade, são profissionais que já trilharam muitos caminhos e que podem nos auxiliar no conhecimento de alguns ou obstáculos e desafios que podem surgir ao longo da jornada empreendedora.

Os mentores ou as mentoras de negócios já viveram diversas experiências, acertaram e erraram, e com isso podem contribuir para nos mostrar os caminhos compartilhando seus conhecimentos.

Conforme a ABMENAssociação brasileira de mentores de negócios , a função dessa associação é “comunicar à sociedade o papel do mentor e sua influência para a maturidade dos negócios”.

Assim, como membra de associados dessa instituição, corroboro com essa ideia de que a mentoria pode ser um divisor de águas na maturação dos nossos empreendimentos.

É importante deixar claro que o mentor de negócios é orientado para provocar melhorias no negócio que o empreendedor ou empreendedora desenvolve. A mentoria também pode ser para o ser humano que empreende, que nós chamamos de mentoria pessoal.

Além disso, um mentor de negócios não é um coach e nem um consultor, pois diferente nessas profissões, a mentoria de negócios procura provocar respostas no próprio empreendedor/a, ou seja, o mentor de negócios não trará as respostas para o empreendedor/a, fará provocações e auxiliará na busca da melhor alternativa para o seu negócio.

Contudo, o mentor/a não dará as respostas para o empreendedor/a. A busca da melhor decisão virá do empreendedor/a com perguntas provocativas do mentor. A ideia aqui é tornar o empreendedor/a mais autonômo/a e empoderado/a para exercer suas atividades profissionais.

2.Por que é tão importante ter mentoria para negócios?

Quando penso na importância de se ter um mentor ou mentora de negócios, logo me vem à cabeça a questão de pensar que outra pessoa pode me ajudar a ver o mundo sobre outras lentes. Isso é ótimo!

Posso comentar com vocês que estar aberto ao novo e às novas perspectivas de entender e agir neste mundo é o primeiro passo. Aqui a questão não é de estarmos com os olhos fechados ao que nos rodeia, mas estarmos, muitas vezes, não enxergando, com toda a clareza, as oportunidades e as limitações que são impostas aos nossos empreendimentos.

Além disso, a experiência do/a mentor/a pode trazer novas perspectivas e novas conexões que o farão repensar o seu negócio ou realmente tornar mais claro a sua escolha. As minhas experiências como mentora podem ser compartilhadas e, dessa forma, servir para que o meu mentorado ou minha mentorada tome a decisão mais assertiva possível.

Lembro quando eu comecei a trabalhar, aos 17 anos, eu já tinha pessoas que me auxiliavam na tomada de decisão e essa prática foi fazendo parte da minha carreira profissional.

Com meus clientes, eu acabava reproduzindo o serviço que recebia dos meus mentores pessoais , mas que de alguma forma, eu adaptava para auxiliar meus clientes.

Na verdade, naquele tempo, eu era gerente de relacionamento de clientes, mas a mentoria acabava se misturando às práticas de atendimento ao cliente e nas possíveis ofertas de produtos .

Acredito que quanto mais a gente se conhecer melhor e aproveitar as oportunidades de se conhecer, mais próximos estaremos de nós mesmos. Aqui sugiro outro texto que escrevi que fala de conhecer a nós mesmos. Leia o post “A busca de si na jornada empreendedora (https://www.elianedavila.com/a-busca-de-si-na-jornada-empreendedora/).

3. Como funciona o kick off da mentoria?

Mentoria de Negócios: abordagem socrática para o  desenvolvimento dos negócios
Mentoria de Negócios: abordagem socrática para o desenvolvimento dos negócios

Olha só, devo dizer que, como um médico ou uma médica, o primeiro passo é ouvir o cliente, pois ele tem alguns sintomas que o aflige, mas muitas vezes não sabe a causa desses sintomas.

Dessa forma, por exemplo, um cliente pode ter uma dúvida ou um problema a resolver, mas não saber exatamente o que originou essa prática e nem as oportunidades para solucioná-lo.

Chamados isso de anamnese em medicina, mas, em realidade, a analogia serve muito bem para nosso trabalho de mentoria. O profissional de mentoria de negócios tem uma missão de descobrir o que pode estar acontecendo e provocar as reflexões adequadas para que o mentorado encontre suas próprias escolhas.

É importante destacar que o Mentor ou a Mentora de Negócios que, assim como eu, são associados à ABMEN, possuem um método a ser seguido durante a seção de mentoria, com início, meio e fim. Assim, você que contrata um profissional de mentoria, tenha sempre em mente que existem diversos profissionais no mercado e buscar um profissional qualificado é sempre a primeira coisa a ser feita. Busque um profissional certificado para lhe ajudar na jornada empreendedora.

O principal método disponibilizados pela ABMEN sugere uma mentoria socrática, fudamentada na filosofia de Sócrates, que inspira o mentorado a encontrar suas próprias respostas. O mentor ou a mentora está à serviço do mentorado, facilitando o processo de encontro dessas respostas.

4. Quem é o mentor ou a mentora de negócios?

Como já comentei antes, o mentor ou a mentora é aquele que inquieta o mentorado, ou seja, aquele o que faz pensar e encontrar soluções diferentes e novas oportunidades, assim como, proporciona conexões e interações com o ecossistema que o empreendedor ou empreendedora está inserido/a.

Além de ter um bom método de trabalho, o mentor ou a mentora deve ter um networking bem amplo para poder apresentar novas conexões ao mentorado/a no que tange a parcerias e oportunidades no ecossistema.

Além disso, o/a mentora de negócios deve ser aquele profissional que tem experiência de mercado e que pode trazer, por meio de exemplos já vivenciados, algumas reflexões importantes para que o emprenededor/a possa tomar a decisão mais assertiva no seu negócio. Saliento que a tomada de decisão é do/a mentorado/a mesmo! Mentores não tem fórmulas prontas e não decidem pelo/a mentorado/a. A proposta é trazer aos mentorados uma visão de fora, uma forma de enxergar seu negócio sob outro ângulo.

Outro ponto que eu gostaria de destacar é a importância de utilizar ferramentas disponíveis no mercado para, por exemplo, descobrir o modelo de negócio do/a mentoriado/a. Existem diversas ferramentas, técnicas, procedimentos, metodologia, oportunidades para sermos mais criativos e escolhermos nossa melhor trilha no nosso negócios.

Dessa forma, ao contratar um profissional de mentoria de negócios, verifique se ele/a é qualificado/a, certificado/a nas áreas que você precisa de alguma mentoria. Aqui também sugiro o portfólio da ABMEN Academy para quem quer se especializar em mentoria.

Além disso, acredito que a empatia com o mentorado ou mentorada é fator decisivo para que a seção flua de forma mais produtiva e assertiva.

A mentoria de negócios auxilia no desenvolvimento humano e na construção de empreendimentos mais sustentáveis.
A mentoria de negócios auxilia no desenvolvimento humano e na construção de empreendimentos mais sustentáveis.

5. Conclusão

O/ A empreendedor/a busca a resolução de algum problema no seu negócio na mentoria. Busca uma visão diferente para complementar seu pensamento.. A jornada empreendedora não é solitária, como muitos pensam. Contratar um mentor ou uma mentora pode tornar mais leve essa trilha em busca de melhorias nos seus negócios.

Normalmente, o mentorado ou mentorada acredita que poderá sair de uma seção de mentoria com a solução para os seus problemas, mas nem sempre isso acontece. A mentoria não é receber as respostas prontas. Confesso que, muitas vezes, nas minhas seções de mentoria, eu saia cheia de ideias, mas sem ter tomado a decisão final. Isso é super normal mesmo porque o mentor ou mentora vai fazer perguntas provocativas que vão fazer com que muitas ideias venham à sua mente. Muitos insigths , refexões e muito conhecimento são gerados a partir de uma seção de mentoria. qualificada. Os mentores, de forma geral acabam sendo pessoas inspiradoras para os mentorados.

Conforme a ABMEN, na mentoria de negócios os “profissionais de mentoria somam suas experiências e competências colaborando positivamente para o desenvolvimento sustentável do ambiente de empreendedorismo e para a economia como um todo“.

O empreendedor ou a empreendedora, pode ter certeza, de que procurar uma mentoria de negócios para trazer atalhos para sua jornada empreendedora irá agregar muito no processo de aprendizagem.

Todos nós, empreendedores sabemos do desafio grandioso que é estar empreendendo é , muitas vezes, seguir em uma estrada obscura e, dessa forma, a mentoria pode auxiliar o empreendedor ou a empreendedora a se preparar para essa caminhada, tomando as decisões mais assertivas para o seu negócio. Em cada seção, o empreendedor ou empreendedora deve sair com um plano de ação orientada para a busca de melhorias no seu negócio.

O caminho do desenvolvimento é árduo, mas com a mentoria ele pode ficar mais leve. Caso tenha gostado da ideia de realizar uma seção de mentoria, não deixe de me contatar. Eu ficaria muito feliz em poder agregar valor a você e ao seu negócio.

Eliane Davila

Ph.D em Processos e Manifestações Culturais

Pesquisadora do Empreendedorismo Feminino

Embaixadora Certificada do Capitalismo Consciente

Mentora de Negócios da ABMEN

Presidente da Associação de Administradores do Vale do Sinos – AVS

#mentoria #mentor #mentora #empreendedor #empreendedora #empreendedorismo #decisão #autoconhecimento


A busca de si na jornada empreendedora

Hoje acordei com vontade de escrever! Olha que coisa mais linda! Uma experiência que me deixa muito feliz por saber que posso impactar alguém com minhas palavras.
Sou estudiosa do empreendedorismo! Sou pesquisadora do empreendedorismo feminino e tenho muito orgulho de já ter estudado, por muitos anos, essa temática fascinante.Assim, tenho privilégio de compartilhar com vocês meus pensamentos e ideias.
Eu penso que essa reflexão conecta a jornada do Eu empreendedor/a e a jornada empreendedora. É pouco incomum falar assim, de um assunto que vai além da atividade profissional. O que quero compartilhar é que a jornada empreendedora inicia com a busca da nossa identidade.
Digo isso porque falar sobre identidade é falar sobre fonte de significados, de crenças e valores que construimos ao longo do tempo.
Todos nós almejamos o encontro conosco mesmos e isso faz parte da jornada humana de alinhamento com nossa essência.Mas não é tão simples assim, esse tal encontro com nossas fraquezas e sombras, além das nossas potencialidade.
Dar luz às nossas potencialidades é muito fácil, mas reconhecer que somos imperfeitos e temos fraquezas. A vulnerabilidade, como diz, Brené Brown, não é sinônimo de fraqueza, mas de autenticidade, conexão e coragem.
O mais lindo de tudo isso é a busca de nós mesmos!
Empreender tem tudo a ver com esse pensamento, pois nos lançamos aos nossos sonhos e, neste processo, nesta jornada, nos expomos , erramos, acertamos e vamos buscando nossa essência como ser humano.
Que linda travessia estamos realizando na jornada empreendedora. Cada um de nós, a sua maneira, vai encontrando, nesta travessia, um sentido para empreender.
Isso também tem a ver com nossa busca pela felicidade, tem a ver com nossa fome por conhecimento, autoconhecimento e criatividade.
Tenho a mania de conectar muitos assuntos quando falo em empreender, mas na realidade, o empreendedorismo não é uma disciplina, mas um campo de conhecimento que se abre para diversos saberes e ligações.
Ao conectar muitos conhecimentos, muitos conceitos de empreendedorismo aparecem. É isso mesmo! Porém, empreender, na minha opinião é bem simples: colocar uma ideia em ação.!!! E com essa ideia, venho me descobrindo como ser humano.
Lindamente, a travessia pelo empreendedorismo vai dando visibilidade à pessoa que empreende! Vai revelando seus dons e suas potências. Me orgulho muito por sempre buscar mostrar este lado humano do empreendedorismo.
A inovação é importante,mas quando percebemos que as empresas são pessoas, nada melhor que se abrir abri para este caminho de autoconhecimento.
Sou entusiasta da humanização das empresas e considero o empreendedor e a empreendedora como agentes de transformação e que impactam o seu entorno.
Tenho vivido algumas experiências, escutando histórias de empreendedores,nesta pandemia, e posso dizer que se o ser humano que empreende não estiver bem, seus negócios não irão bem também.
É como aquela ideia de que em caso de despressurização, máscaras cairão na sua cabeça e você deve colocá-las primeiro em você e depois nos outros. Siga sua jornada e cresça como ser humano.

#capitalismoconsciente #pessoas #humano #humanidade #transformação #mudança

Eliane Davila

Ph.D em Processos e Manifestações Culturais

Pesquisadora do Empreendedorismo Feminino

Embaixadora Certificada do Capitalismo Consciente

Mentora de Negócios da ABMEN

Presidente da Associação de Administradores do Vale do Sinos – AVS