Início     Sobre     Blog     Projetos     Contato    

Eliane Davila - Conteúdo | Inovação | Empreendedorismo

O que é Bitcoin? Fatos e Mitos

O que é Bitcoin? A aplicação Blockchain mais popular de todas. Quais são os mitos e fatos sobre essa criptomoeda? Nesse texto super fácil, você vai entender de uma vez por todas o conceito de Bitcoin e para o que serve. Saiba ps mitos e verdades sobre a moeda digital mais usada no mundo. Continue lendo…

O que é Bitcoin - Fatos e Mitos sobre a criptomoeda
O que é Bitcoin – Fatos e Mitos sobre a criptomoeda

Várias pessoas enxergam a moeda Bitcoin com desconfiança, enquanto outros são entusiastas e defensores.

Bitcoin é a criptomoeda mais famosa do mundo. Uma moeda digital que é gerenciada por um software distribuido (não centralizado em um único computador) ninguém tem poder para interferir em seu funcionamento.

Satoshi Nakamoto, o criador do Bitcoin (BTC) deixou claro em seu “white-paper” que a moeda digial foi feita para ser o “dinheiro do povo”, dando o poder as pessoas que fazem uso dessa moeda digital.

O Bitcoin também é chamado de ouro digital pois ele está protegido contra todas influências financeiras do mundo. Uma maneira fácil, segura, rápida e de baixíssimo custo para enviar e receber dinheiro.

Essa moeda digital, mesmo depois de muitos anos funcionando, ainda provoca entusiasmo, medo, confusão, e muitos não entendem seu conceito básico. Nesse post, vamos analisar os fundamentos e identificar os fatos e mitos sobre a criptomoeda BTC.

Vamos iniciar com uma visão bem fácil e simples, tendo como exemplo o ouro no sistema monetário.

O ouro possui um suprimento limitado no mundo. Da mesma forma, isso ocorre como o BTC que roda em computadores distribuidos pelo mundo, sem uma central definida, sem dono e sem gerentes.

Todos os detalhes da sua arquitetura são disponíveis para análise ao público e não podem ser alteradas devido a forma de sua programação e distribuição do software em vários servidores.

Mineração de Bitcoin

A programação define que irá existir 21 milhões de Bitcoins no mundo. Nada mais que isso.

O BTC precisa ser “minerado” para existir. Muitos já foram e estão guardados por seus proprietários, mas muitos ainda precisam passar por esse processo para ficar disponível no mercado.

A mineração de Bitcoin é feita por computadores configurados para executar um software complexo que resolve algoritmos criptográficos. Como pagamento, os mineradores recebem frações de Bitcoin e também taxas de transação.

Todas as informações sobre o Bitcoin fica armazenado em um registro público chamado Blockchain que inclui os envios e recebimentos, taxas e muito mais. Tudo é público e não há surpresas nem perguntas sobre essa questão.

Você pode ler mais sobre o que é Blockchain em um post simples que irá lhe explicar mais detalhes dessa tecnologia. Bitcoin é a aplicação mais famosa da Blockchain.

Carteira Digital

Você precisa uma carteira digital para conseguir receber e enviar Bitcoins. Existem várias opções de carteiras Bitcoin grátis e pagas.

Caso você perder sua carteira ou senha e outras informações de recuperação, você irá perder seus Bitcoins e não existe forma de recuperá-los. É muito importante manter cópias físicas muito bem guardadas com suas informações sobre a carteira BTC.

Para converter o Bitcoin em dinheiro real, você vai precisar usar um serviço de exchange.

As exchanges e carteiras são sites onde você pode depositar dinheiro com seu cartão de crédito para comprar Bitcoin, vender, enviar e receber. Não somente BTC, mas outras criptomoedas. A Coincorner é uma das opções que faz exatamente isso.

Coincorner - carteira para comprar Bitcoin e outras criptomoedas no Brasil
Coincorner – carteira para comprar BTC e outras criptomoedas no Brasil

Variedade de Moedas Digitais

O Bitcoin é um software e pode ser copiado ou reescrito para criar novas criptomoedas.

Isso já foi feito milhares de vezes e hoje temos uma grande variedade de criptomoedas incluindo Dogecoin, Litecoin, Ethereum, Ripple, Stellar, Cardano, etc. Claro, o Bitcoin continua sendo a mais usada e a mais popular entre todas.

Vamos aos Fatos

Com essa visão clara e simples sobre essa moeda digital, vamos agora analisar o que falam sobre Bitcoin e sua veradicidade:

Bitcoin é uma pirâmide financeira
Não. Bitcoin é uma criptomoeda (ou moeda digital). Essa moeda pode ser usada em uma pirâmide financeira da mesma forma que o Real, Dólar ou Euro. Mas não, Bitcoin em sí não é pirâmide financeira.

O Bitcoin é um golpe e não tem valor.
Não, não é um golpe/fraude. Mesmo por não ter nada físico como apoio, não significa que não vale nada. O bitcoin tem seu valor real, assim como o dólar e o euro, os quais também não são apoiados por nenhum ativo físico tangível.

Muitos bancos e empresas de investimento possuem uma carteira enorme de Bitcoins pois entenderam a validade do projeto e seu valor como “ouro digital”.

Bitcoin é uma moeda atividades criminosas?
O Bitcoin pode ser trocado anonimamente e muitos ataques de ransomware exigem pagamentos de resgate em Bitcoin. É possível comprar drogas e armas pela dark web usando Bitcoin. Ninguém pode saber quem enviou ou recebeu qualquer um desses pagamentos.

Mas, isso tudo pode ser rastreado, da mesma forma que 12 pessoas foram presas em um sequestro que receberam o resgate com Bitcoin (https://edition.cnn.com/2019/01/13/americas/12-arrested-in-costa-rican-kidnapping-scheme/index.html).

Embora as atividades ilegais sejam verdade, há duas razões básicas pelas quais apenas uma pequena porcentagem – cerca de 2% – das transações de Bitcoin são ilegais (muito, mas muito menos mesmo que dinheiro físico).

A primeira é que o registro da blockchain é público. Com isso, é possível ver todo o histórico de transações de qualquer carteira Bitcoin e chegar na exchange/carteira que essa foi feita.

Em segundo lugar, não há como sacar anonimamente seu Bitcoin obtido de forma ilícita. Você tem que usar uma exchange, que requer suas informações pessoais e financeiras, e você seria preso no momento em que tentasse sacar.

Na verdade, o dinheiro físico é realmente anônimo e impossível de rastrear, enquanto as transações de Bitcoin estão todas listadas na blockchain e são públicas para que todos possam rastrear e analisar. A lavagem de bitcoins é um risco substancialmente maior do que o dnheiro físico.

O Bitcoin pode ser hackeado?
O Bitcoin em sí, não pode ser hackeado com a tecnologia atual, pois sua criptografia está muito além da capacidade de qualquer sistema computacional conseguir quebrar.

No entanto, os computadores estão sempre se tornando mais poderosos e existem conceitos como computação quântica que no futuro poderiam facilitar essa tarefa. Muitos pesquisadores estimam que o Bitcoin é confiavelmente seguro contra hacker por cerca de algumas décadas. Durante esse período, analistas podem usar para acompanhar potenciais falhas do software que o gerencia.

As pessoas e empresas que usam Bitcoin podem ser hackeadas. Alguém pode entrar em sua casa, sentar em seu computador, abrir sua carteira de Bitcoins que está com a senha salva e enviar todo seu saldo para outro lugar.

Ações como essa já aconteceram e continuarão acontecendo, mas não há nada sobre esses ataques que seja exclusivo sobre Bitcoin ou que o torne a moeda mais vulnerável do que cartões de crédito ou contas bancárias.

Bitcoin não é amigável ao meio ambiente?
No início, a mineração de Bitcoins podia ser feita em um computador pessoal em casa. Hoje, com os algoritmos criptográficos mais complexos e os pagamentos por mineiração mais baixos, as empresas montam fazendas de computadores no custo de milhões de dólares para conseguir minerar Bitcoin com lucro.

A mineração de Bitcoin realmente consome muita energia além da emissão de carbono mais alto de qualquer tipo de transação financeira.

Todas as indústrias têm algum custo de carbono, mas o Bitcoin esta entre os piores. Mas, vale lembrar que cerca de 40% da eletricidade vem de fontes renováveis, e essa porcentagem também continuará a aumentar – assim como para todas as outras indústrias que consomem eletricidade.

O Bitcoin é volátil e a bolha vai estourar?
Sim, é volátil e, sim, sua bolha estourou várias vezes. Isso é característica de novos mercados. Normalmente, o que acontece é que as grandes oscilações vão se acalmar à medida que se torna mais estável. O valor do BTC ao longo do tempo apresentou tendência de alta, e a maioria dos analistas espera que isso também se acalme e acabe se estabilizando em uma valorização constante. Quão estável? Ninguém sabe. Sua tendência de longo prazo continuará ascendente.

Se você perder sua carteira Bitcoin ou sua senha, você irá perder tudo?
Sim, está realmente perdido. Existem alguns serviços que prometem lhe ajudar com isso, mas de forma limitada. Se isso não funcionar, ou se você não tiver o tipo de carteira que eles trbalham, ou se você perdeu o identificador da sua carteira, ninguém pode ajudá-lo.

Muitos dos Bitcoins existentes estão perdidos permanentemente. Ninguém sabe quanto e as estimativas variam. Dizem que cerca de 20% do total, valendo mais de 100 bilhões de dólares. Não há como saber se um determinado Bitcoin está guardado em uma carteira cujo dono tem a capacidade de acessá-lo ou se está em uma carteira que foi perdida permanentemente. O ponto principal é que, se você possui algum BTC, não perca as informações. Mantenha cópias físicas do número que identifica sua carteira, frases de recuperação, senhas, etc.

Conclusão

Como você viu, o Bitcoin não é um bixo de 7 cabeças como muitos pensam. É mais seguro e mais fácil que o dinheiro físico. Espero que esse post tenha lhe ajudado a entender um pouco mais sobre essa criptomoeda que é conhecida como “ouro digital”.

Com todo esse avanço, ficamos pensando no que irá surgir no futuro. E você? Vai criar sua carteira BTC agora que já sabe de mais detalhes sobre a moeda?

Contato


Capitalismo Consciente - Eliane Davila