O que é Blockchain?

Nada melhor que iniciar a área de Blockchain no site elianedavila.com, explicando o que é Blockchain de uma forma fácil e simples para você entender de vez seu funcionamento. Para isso, eu preparei um texto muito fácil e simples de ler, pois meu objetivo é que você saiba o que é Blockchain para que nos próximos posts, você entenda as aplicações práticas dessa tecnologia espetacular.

Vamos explorar a tecnologia Blockchain desde o início, por meio de seu conceito e de exemplos básicos e fáceis com sugestões de aplicações práticas e exercícios para você entender sobre o assunto.

Antes de iniciar a explicação sobre o que é Blockchain, vou explicar aqui o que Blockchain não é, pois muitas pessoas se confundem e têm ideias erradas sobre essa tecnologia.

  • Blockchain não é uma moeda digital / não é uma criptomoeda;
  • Blockchain não é uma linguagem de programação;
  • Blockchain não é um esquema de pirâmide para ganhar dinheiro.

Conceito de Blockchain

Blockchain é uma tecnologia – uma sequência de blocos conectados contendo informações que são distribuídas em uma rede.

BLOCOS: como um exemplo fácil de entender a respeito dos blocos, imagine uma caixa (bloco) onde você vai incluir revistas (informações). Em algum momento, essa caixa vai encher e você irá fecha-la e identifica-la. Então irá pegar mais uma caixa para continuar o processo.

Blockchain assemelha-se a um livro digital, totalmente seguro e incorruptível, que registra informações em uma forma sequencial.

Podemos também afirmar que Blockchain é uma sequência de informações que são armazenadas de forma que nada pode alterar ou deletar nenhum dado incluído. Com isso, não se faz necessário uma autoridade externa (um cartório, um juiz, um auditor…) para verificar a autenticidade de uma informação armazenada na Blockchain.

Uma vez registrada, a informação é validada pelo software que utiliza um procedimento complexo de criptografia (codificação) para então ser armazenada na Blockchain.

A partir desse momento, essa informação é distribuída pela rede de milhares de servidores, tornando-a totalmente segura e transparente.

Isso significa que todas as informações da Blockchain são distribuídas entre milhares de computadores. Todos possuem uma cópia da Blockchain e sistemas de validação para verificar a autenticidade das informações.

O que é Blockchain?

O que faz a Blockchain tão segura?

Antes de explicar, gostaria que você lembrasse do famoso jogo de quebra-cabeça – todo mundo conhece e já montou um ao longo da vida. Imagine um jogo de quebra-cabeça de uma linha horizontal, onde uma peça se encaixa em duas (uma a sua esquerda e uma a sua direita do bloco).

Na Blockchain, cada bloco inclui informações extras como:

  • Identificador do bloco anterior;
  • Hash ( já comento sobre esse termo);
  • Informações

Hash? O que é isso? Hash é uma função de criptografia, que codifica e identifica de forma única a informação que você inclui na Blockchain e também é utilizada na codificação e identificação dos blocos, para tornar essa informação fixa e inalterável.

Por exemplo, se eu incluir “Eliane” na Blockchain, a hash criptografada irá resultar em:

68d8af254077d8ab18b780dbc43771a6d645792a4ebd724bc1d9b84547bf3994

A hash utiliza todas informações para serem codificadas e seguras: data, hora, e informações extras.

  • Cada informação ou transação registrada dentro de um bloco, possui uma Hash para identificação única;
  • Cada bloco de informações ou transações adicionado a Blockchain, possui uma Hash que o identifica como único;
  • Cada bloco possui a identificação Hash do bloco anterior.

Um dos detalhes mais importantes da Hash, é que a função de codificação é usada somente em um caminho, ou seja, você não consegue descriptografar/decodificar essa informação para obter o conteúdo original de sua entrada.

Cada transação/informação incluída em um bloco é identificada pelo valor único gerado pela Hash.

Cada bloco possui uma Hash única gerada a partir de seu conteúdo. Além disso, cada bloco inclui a identificação Hash do bloco anterior. Com isso, forma-se a corrente de blocos (Blockchain) garantindo a integridade das informações contidas na rede e distribuídas por milhares de computadores.

Como cada bloco inclui a identificação Hash do bloco anterior, é impossível modificar qualquer informação incluída em um bloco sem corromper a corrente de blocos.

A alteração das informações dentro de um bloco iria gerar uma Hash diferente fazendo com que os blocos não se conectessem mais (cada bloco inclui a identificação Hash do bloco anterior).

Isso faz a Blockchain a tecnologia mais segura de todas. Na sequência, apresento mais alguns exemplos.

O que é Blockchain?
Cada bloco inclui a Hash do bloco anterior – interligando e formando a corrente de blocos.

A conexão entre os blocos é feita pela Hash que aponta para o bloco anterior, simbolizada na imagem como “<— Bloco 1”, “<— Bloco 2”, etc. Mas, na verdade, a Hash é uma sequência de números e letras codificando a informação original e servindo como identificador único de cada bloco.

Como pode ver, não é possível mover os blocos, pois eles estão interligados com a identificação do bloco anterior.

Qualquer alteração iria mudar o identificador e o próximo bloco iria perder a conexão com o bloco afetado, quebrando a corrente.

Essa situação iria durar pouco, pois existem milhares de cópias da Blockchain distribuídas e o software que roda de forma autônoma iria detectar qual node está inválido, reescrevendo a parte afetada.

O que é Blockchain?

Revendo nosso exemplo de Blockchain acima, vamos imaginar a seguinte situação de tentativa de alteração de alguma informação de algum bloco:

  • Um hacker experiente consegue acessar o Bloco 2 e alterar uma informação;
  • A Hash (identificação) do Bloco 2 será alterada, pois cada informação gera uma Hash diferente;
  • O bloco 3 contém a Hash (identificação) correta do Bloco 2;
  • O conector dos blocos que é a Hash, não é válida e o erro é propagado pela rede;
  • A rede declara a cadeia de blocos como sendo inválida;
  • Outros servidores que incluem cópia da Blockchain reescreve o bloco 2, reestabelecendo a conexão entre os blocos;

Segurança Total

Os dados da Blockchain são distribuídos entre milhares de servidores. Cada computador parte da rede possui uma cópia de toda Blockchain, e toda nova informação incluída em um bloco é propagada pela rede de servidores.

Dessa maneira, fica impossível de alguma informação ser alterada, pois não se trata de um único computador contendo essa informação, mas sim uma rede de milhares de nodes (pontos) contendo cópias da mesma informação.

No caso de alteração de um bloco em um servidor, o resto da rede não irá aceitar informações vinda de uma Blockchain inválida.

Segurança garantida pelo Protocolo de Consenso

Você já sabe que a Blockchain é distribuída entre milhares de nodes (ou usuários ou servidores), e cada um desses nodes atuam diretamente em cada informação incluída em um bloco e na validação/inclusão de novos blocos. Todas máquinas precisam concordar sobre a validade das informações antes de incluir um novo bloco.

Então, sempre que um novo bloco for adicionado, todas as máquinas devem validar a inclusão desse bloco utilizando procedimentos específicos de um protocolo de consenso. Cada máquina chega a um consenso sobre a validade do bloco utilizando um método padrão de verificação.

As máquinas então verificam a autenticidade do bloco e validando todas informações contidas nele, utilizando algoritmos próprios. Ao chegar no consenso de que o bloco é válido, o novo bloco é marcado como parte da Blockchain.

Revisando…

  • A Blockchain permite armazenar informações de forma muito segura;
  • P2P (ponto-a-ponto/peer-to-peer): informação direta entre pessoas, sem intermediários;
  • Milhares de computadores possuem cópia da Blockchain;
  • Todos pontos atuam na validação de novos blocos;
  • O sistema que conecta os blocos torna impossível modificar as informações já incluídas na Blockchain.

A Blockchain utiliza como base a segurança e autenticidade das informações. Com isso, todos podem incluir informações com a garantia que estas estarão a salvo de qualquer evento ou ataque de hackers. As informações são distribuídas e quando algum ponto se corrompe, o resto da rede irá recuperar a informação válida.

Na próxima etapa, iremos iniciar a analizar casos práticos de aplicação da tecnologia Blockchain. Não perca!

O que é Blockchain?
Descentralização – cópias da blockchain distribuidas por milhares de pontos

Futuro Decentralizado

A descentralização e a transparência é o ponto forte da tecnologia Blockchain. Por isso alguns amam, e outros odeiam.

Não existe como fraudar a Blockchain nem mesmo esconder nada. Uma vez feito, validado, e autenticado pelo consenso da rede, a informação é incluída na cadeia de blocos e nada pode afirmar ao contrário. Por esse motivo podemos ver a Blockchain funcionando perfeitamente em vários setores.

Os contratos de compra e venda, em breve serão feitos na Blockchain com total autenticidade dos dados, e você não precisaria mais ir a um cartório nem mesmo da presença de uma autoridade externa para verificar as informações. Uma vez incluída e autenticada pela rede, a informação é válida e não poderá ser alterada. Vamos deixar os Smart Contracts para um próximo post, pois este necessita de mais explicações.

Enfim, a descentralização é o futuro e um caminho sem volta. Vai acontecer cada vez mais e já pode ser vista em vários serviços que usamos hoje em dia, que as vezes nem notamos. Por exemplo, quando temos algum problema com o WhatsApp, não existe um número de uma “central” que nos atende “WhatsApp, boa tarde. No que podemos lhe ajudar?”. Não existe uma “central” pois o WhatsApp é decentralizado. Uber, iFood, NetFlix, e muitos outros utilizam esse conceito.

Alguns bancos mais modernos estão se adaptando a essa realidade e abandonando o conceito obsoleto da centralização. Da mesma forma, vários outros setores estão adotando a Blockchain para inovar e se adequar a nova realidade que já chegou, e como mencionei acima, é um caminho de ida – prefeituras, turismo, dinheiro, jogos, entretenimento, financeiro, etc.

O futuro decentralizado com a tecnologia Blockchain irá nos proporcionar muitos outros “WhatsApp’s”, “Uber’s”, “iFood’s”, e etc.

Nos próximos posts, vou entrar na parte de aplicação da Blockchain em vários serviços que já estão funcionando.

Um comentário em “O que é Blockchain?”

Os comentários estão fechados.